<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=874462579305364&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Blog Piquiras

Publicado em 12 de Janeiro de 2017

5 Dicas de como escolher os tipos de taças de vinho

Pode parecer exagero, mas escolher os modelos de taças é tão complexo quanto escolher o rótulo ou saber a temperatura correta para cada tipo de vinho. Até mesmo quem entende sobre o assunto pode confundir com tantas variedades de formatos e cores.

Por conta disso, separei 5 dicas neste post de como escolher os tipos de taças de vinho para sua bebida. Vamos lá?

 

1) De que material deve ser feita a taça de vinho?

Os tipos de taças de vinho mais usados são de cristal, cristal de vidro e vidro. A principal diferença entre eles é o teor de chumbo usado na produção: até 24% na taça de cristal, cerca de 10% na taça de cristal de vidro e 0% na taça de vidro. Vale lembrar que, quanto maior o teor de chumbo, maior será a leveza, delicadeza e espessura dela.

 

2) Posso usar modelos de taças coloridas?

Não é recomendado, pois a taça de vinho transparente facilita na hora de ver a verdadeira cor do vinho e fazer uma boa avaliação com os olhos.

 

3) Existem mais de uma taça de vinho na mesa. Qual devo escolher primeiro?

Não se assuste se tiver vários tipos de taças de vinho sobre a mesa. Eles sempre estarão alinhados ao lado direito do prato, exatamente na ordem que serão usados: vinho branco, vinho tinto, água e champagne.

 

4) Como escolher taças certas para cada tipo de vinho?

Estes são os modelos básicos que já formarão uma variedade boa de taças para servir os mais variados tipos de vinhos:

 

  • Tinto Bordeaux: com bojo grande e borda fechada, para vinhos encorpados e ricos em tanino (Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, entre outros).
  • Tinto Borgonha: com bojo maior que as Bordeaux, em formato balão, para vinhos mais complexos e concentrados (Pinot Noir, Nebbiolo, entre outros).
  • Brancos: corpo menor e com aba mais estreita que as de vinho tinto para realçar as notas de frutas e manter a temperatura mais baixa.
  • Rosados: taças menores que as dos brancos, porém com bojo maior para acentuar a acidez.
  • Vinhos de Sobremesa: taças mais estreitas na parte superior e bojo pequeno, pois as doses destes vinhos são menores.
  • Champagne: fina e de bojo estreito, direcionando a efervescência para o nariz.

 

5) Existe alguma taça que serve para apreciar todo tipo de vinho?

Por incrível que pareça, existe uma modelos de taças coringa no mercado fabricados com padrão internacional (ISO – International Standards Organization), indicados para degustações técnicas e que serve qualquer vinho.



regras de etiqueta à mesa